quarta-feira, 8 de maio de 2013

CLÍNICA CICLOTRON

CICLOTRON e o MONOTEISMO

- O que é a clínica CICLOTRON?
Uma clínica contemporânea que engloba filosofia, psicologia e arte. Um espaço que se destina a troca de ideias que dizem respeito às informações que circulam cotidianamente e como isso afeta nossa subjetividade. Um local para se digerir afetos informáticos elevando a percepção do ambiente tecnológico que nos cerca, motivando a produção do individuo no contexto capitalista.

- Quais as especificações filosóficas, psicológicas e artísticas da clínica?
Filosoficamente temos as ideias de Nietzsche, Foucault, Deleuze, Deleuze & Guattari e Baudrillard, psicologicamente temos as técnicas de Freud, Jung e Reich e artisticamente temos um conceito perceptivo no que diz respeito às partes em detrimento do todo para se alcançar uma expressão artística, desenvolvendo uma linguagem contemporânea através da imagem onde a pessoa possa estabelecer uma identidade, um reflexo de si mesma, através da expressão artística.

- Quais os objetivos da clínica CICLOTRON?
Criar um espaço que possa organizar os afetos tecnológicos, onde a diferença encontre seu lugar social de expressão e comunicação cujo conceito estético imponha seu valor sem precisar interferir, diretamente, nos espaços dos outros, produzindo pessoas produtivas, inteligentes e expressivas onde o coletivismo seja o marco para se viver em sociedade.

- Como se encontram os seguimentos filosóficos, psicológicos e artísticos na clínica CICLOTRON?
Os seguimentos estão distribuídos da seguinte maneira:

Filosofia Clínica – pra quem entende a importância da filosofia no mundo contemporâneo e está em busca de respostas práticas para assimilar afetos tecnológicos desestabilizadores da nossa identidade, através dos pensamentos de Nietzsche, Foucault, Deleuze, Deleuze & Guattari e Baudrillard.

Psicologia Clínica – para quem busca na psicoterapia uma solução pessoal cujo afeto possibilite a cura das suas enfermidades, através das abordagens de Freud, Jung e Reich. Nesse caso dividimos as abordagens para cada base de conflito. Freud: conflito edipiano entre pais e filhos. Jung: conflito de identidade entre anima, animu e persona. Reich: conflito político social de gênero com ênfase no caráter.

Oficinas de Bricolage – para quem busca uma forma de expressão e percepção autêntica de si mesmo a partir das partes que compõem o todo, através de múltiplas técnicas de abstração, recorte, colagem e projeção. Dessa forma oferecemos os três seguimentos de acordo com as necessidades de cada pessoa, não se limitando a seguir apenas uma única direção, podendo experimentar todas ao mesmo tempo.

Nenhum comentário: