domingo, 22 de setembro de 2013

CONFUSÃO É SEXO

Sadomasoquismos: desejo infinito de explorar os limites do corpo através da violência! "Confusão é sexo", diz o Sonic-Youth na capa do seu primeiro álbum.

Todo conhecimento passa sempre pela violência uma vez que todo conhecimento é uma desterritorialização. A ideia, um afeto, são violências, daí o advento do desejo como prazer, prazer de conhecer...

Tudo é sexual, mas a inteligência é, por excelência, a sublimação do desejo sexual em detrimento da construção social. A catatonia deve está diretamente relacionado ao prazer de conhecer misturado ao sexual. Uma verdadeira confusão de fronteiras.

E não seria esse o papel da clínica, trabalhar nas fronteiras psíquicas entre o real, o imaginário e o simbólico? Mas encontramos atualmente uma deficiência cultural em relação aos símbolos que sustentam uma realidade psíquica saudável entre o real e o imaginário.


Toda capacidade simbólica de uma cultural foi diluída pelas imagens das antenas de TV onde real e imaginários de confundem transformando a ficção em realidade. A ficção social se torna uma realidade quando o símbolo deixa de existir em uma cultura, passando a violência ocupar o espaço de realização do conhecimento real daquilo que é imaginado.

Nenhum comentário: