domingo, 24 de novembro de 2013

DA COLONIZAÇÃO DO PENSAMENTO

Deleuze & Guattari
Penso, vejo e percebo que a "colonização do pensamento" advém das instituições de ensino cujo "ufanismo" se propaga nos discursos de "Mestres" e "Doutores" onde o autodidatismo se mostra como uma ameaça a política de Estado e sua produção do mesmo. O encontro de Deleuze com Guattari marca a ruptura dessa colonização do pensamento institucional na criação de uma obra literária aquém dos muros das escolas, desafiando até hoje os ufanistas acadêmicos à sua compreensão. No máximo apreendem essa literatura capitalista esquizofrênica como algo completamente despretensioso e sem compromisso algum com a realidade.

Nenhum comentário: