terça-feira, 29 de abril de 2014

DEVIR ARTISTA

A arte com sua aspiração à beleza e perfeição como aproximação e desenvolvimento espiritual foi pro beleléu. Em seu lugar as ruas foram invadidas e ela (a arte) passou a refletir a banalização dos valores humanos diluídos pela globalização e as suas (des)informações. Nesse novo mercado a arte expande a sua degradação humana através de um mundo sem beleza e espiritualidade limitando sua expressão aos muros das cidades. Hoje todo mundo é artista, basta ter uma banana na mão. Hoje #somostodosmacacos guiados pelas antenas de televisão a espera de um dia sermos famosos e não ter mais que nos preocuparmos em pagar as contas do analista.

Nenhum comentário: