sexta-feira, 27 de março de 2015

ATRAVESSANDO_ESPELHOS

A realidade é um jogo de espelhos onde o "observador" é o "observado". Para existirmos temos que ser refletidos. Esse reflexo se dá através dos "objetos parciais" que irão constituir nosso caráter: os olhos da mãe, o braço do pai, a almofada do sofá, a boca da professora do ABC, etc.... Ou seja, os "objetos parciais" como "meio" de existir na conquista dos espaços internos e externos, assim acima com abaixo. Somos "bricolage" cujos "olhos" são "raios" a recortar os objetos refletidos no imenso espelho chamado realidade. São tantos objetos recortados que muitos ficam guardados no inconsciente a espera de uma varredura que o atualize ampliando a percepção da realidade através da visão. Tudo é cognitivo nessa ilusão mental cujos recortes constituem nossos corpos: o Frankenstein. Essa é a importância do outro na nossa vida.

Nenhum comentário: