sexta-feira, 20 de maio de 2016

PSICANÁLISE É METAFÍSICA

Logo na introdução, p. 21, do livro “As Origens da Moral Sexual”, de cara encontro o divisor de águas que separa a Psicanálise da Psicologia. Quando Reich analisa a moral sexual social em Marx e Engels e mostra sua diferença em Freud. Esse a analisa em termos metafísico e os outros em termos empíricos. Dessa forma a Psicanálise se mostra como um problema para o século XX ao identificar a cultura como um processo metafísico e não empírico como foi o "platonismo" na idade média.

Foi por isso que ela foi questionada como não sendo uma ciência por se tratar de metafísica e não de física. Mas a Psicanálise se tornaria uma ferramenta poderosa em termos metafísicos no que diz respeito à "manipulação de massas". A partir da 2ª guerra mundial iremos assistir sua dominação na construção de um mundo global alienado pelas informações das imagens de TV.

Lembro-me do susto que Zeferino Rocha tomou quando na aula de especialização em Psicanálise perguntei se "metapsicologia" era o mesmo que "metafísica". Estava a decifrar a mais enigmática das ciências do século XX. Foi exatamente isso que aconteceu, mas o problema continuou porque eu havia esquecido completamente o quê era a Psicologia.

Retomei meu processo rumo a Psicologia quando descobri que a Gestalt se tratava da percepção de configurações geométricas que criam as formas da matéria. Fui pesquisar e peguei o livro "Pequena História da Psicologia" todo empoeirado da minha biblioteca. Um novo horizonte começou a surgir e finalmente o sol voltou a brilhar de novo e eu tive olhos pra ver à "metafísica" desaparecer.

De texto em texto sobre Gestalt encontrei na internet o artigo "A Psicologia da Gestalt e a Ciência Empírica Contemporânea" de Arno Engelmann da universidade de São Paulo que me despertou para o caráter empírico da minha pesquisa em Psicologia tendo a Fotografia como instrumento, levando-me a criar o conceito CICLOTRON como subjetividade de uma consciência ótica.


Ou seja, a Psicologia surge como uma ciência empírica através do "Laboratório de Psicologia Experimental de Wundt". Foi então que vi a Gestalt e o espírito científico da Psicologia se fez presente novamente.

Nenhum comentário: