sexta-feira, 3 de junho de 2016

PSICOLOGIA DE UMA VISÃO CRIADORA

Quando descobri recentemente o livro: "Arte e Percepção Visual - uma psicologia da visão criadora", fundamentado na Gestalt Psicologia, percebi que toda minha criação tinha a ver com esse conceito. Corri pra estudar Gestalt e entender melhor ainda meu processo de criação. Foi quando me deparei com a "História da Psicologia" e seus métodos científicos tendo a Gestalt bem ali no seu comecinho. A nossa Psicologia surge através da “filosofia empírica” e seu método “experimental”, tendo na Gestalt sua maior força de atuação por se tratar da percepção do “todo” em relação às “partes” para encontrar as respostas dos problemas. O conceito de “psicoterapia de grupo” advém da Gestalt Psicologia. É importante frisar que a "Gestalt-Terapia" nada tem a ver com "Gestalt Psicologia". Digo isso porque na faculdade temos a cadeira de “Gestalt-Terapia” e não de “Gestalt Psicologia” como deveria ser, por isso a Gestalt passa despercebida. Toda sua colocação sobre a composição do meu trabalho fotográfico encontra-se na Gestalt, com isso podemos trabalhar percepção, criatividade e estética através da fotografia, artes plásticas e geometria. A “respiração” entra também como ferramenta de percepção por atuar no “foco” mental, cabendo à Gestalt trazer o conceito de “holismo” para a ciência a partir da percepção do “todo” em detrimento às “partes”. Li coisas sobre “semiótica” e até encontrei o termo científico para o que estava fazendo com as imagens, chama-se “Anamorfoses Cronotrópicas ou A Quarta Dimensão da Imagem”, mas não consegui encontrar nada tão completo quanto o conceito da Gestalt para definir meu trabalho, principalmente em termos estético.

Nenhum comentário: