domingo, 19 de fevereiro de 2017

CICLOTRON

É a arte de enxergar e decodificar o caleidoscópio social. Espécie de subjetividade fundida e fabricada pelas engrenagens das máquinas da modernidade. Leitura eletrônica do mito das Cíclopes (criaturas de um olho - Ulisses/A Odisséia) como alternativa ótica para os indivíduos entenderem e atuarem na sociedade de forma criativa visto que tais criaturas enxergam através de um olho caleidoscópico, uma vez que de dois olhos passaram a ter um só, pois se superpuseram. A combinação capitalismo/psicanálise opera uma disfunção ocular onde os objetos que compõem nosso mundo estão em constante movimento. Objetos parciais (signos) estão o tempo todo sendo criados e postos em circulação, operando uma superposição de signos constituintes de figuras simétricas, multicores e variáveis, como uma espécie de caleidoscópio cultural.  Dessa forma os indivíduos encontram-se numa situação limite para se constituírem como sujeito uma vez que faltam objetos completos (símbolos) que os representem. Perder a visão na atualidade é estar entregue as armadilhas dos instintos estimulados pelos desejos superpostos fabricados pelo capitalismo/psicanálise na busca do prazer e de uma identidade através do consumo. No que se refere ao momento atual, aconselho que, superpúnhamos nossos dois olhos para podermos enxerga essa realidade caleidoscópica inventada pela luneta capitalismo/psicanálise. Não como forma anormal de ser, mas como se estivéssemos tocando em nossa verdadeira natureza.

Nenhum comentário: