terça-feira, 21 de março de 2017

A VERGONHA DE SER UM HUMANO: HAVERÁ RAZÃO MELHOR PARA ESCREVER?

A Metapsicologia é uma ilusão porque a verdade é destrutiva. Então ela é uma fábula, uma elaboração do sujeito moderno que instaura o recalque quanto a sua condição incestuosa. Tragédia grega propagada pela Psicanálise - mãe de todas as fábulas. Daí a Neurose como mecanismo de defesa da percepção incestuosa. Por isso Freud pode falar da impossibilidade da cura clínica. Apenas há projeções e transferências que passarão longe da consciência das pessoas a protegê-las da verdade. Uma visão miticamente trágica característica do Ocidente. No contraponto oriental a verdade desemboca na Androginia e a tragédia não existe. No seu lugar surge a união dos opostos entre feminino e masculino fazendo surgir à percepção de uma ciência religiosa como realidade, como realização sexual... Uma Cabala. Os vícios capitais são a neurose do povo que, impossibilitados de realizarem a vida na Androginia, são induzidos a tragédia grega obtendo prazer na confusão de fronteiras entre os gêneros. Mais uma dose de confusão? É claro que estão a fim! As psicopatologias fundamentais do Ocidente são características biológicas da irrupção do recalque, ou melhor, da tentativa "bem sucedida" de manter o recalque... Porém a luzinha no final do túnel com a verdade incestuosa ameaça romper e matar o ego, matar a neurose. Para tirá-la de foco cria-se uma mania, um cacoete, uma gagueira... Uma epilepsia talvez! No entanto essa percepção momentânea do foco incestuoso condiz de uma ligação biológica direta com a experiência sexual........

Nenhum comentário: